Logomarca

  • Facebook
  • Twitter
  • RSS
  • Agora é Lei Aplicativo
  • Treinamento de Procons Municipais

Combustível Curitiba 17/04/07

PESQUISA DE PREÇOS DE COMBUSTÍVEIS EM POSTOS REVENDEDORES DE CURITIBA - VENDA À VISTA

A pesquisa de combustíveis realizada pelo PROCON-PR tem como critério básico a divisão da cidade de Curitiba em quatro grandes regiões, abrangendo seus respectivos bairros e postos de gasolina escolhidos para a pesquisa com sua representação por bandeira.

Esta divisão tem como base duas linhas imaginárias que cortam Curitiba no sentido Norte - Sul (Pilarzinho - Umbará) e no sentido Leste - Oeste (Augusta - Cajuru), ficando assim representados os bairros por regional:

· 1° Região: Centro, Pilarzinho, Bom Retiro, Santa Candida, Boa Vista, Água Verde, Cristo Rei, Hugo Lange, Cajuru, Bacacheri, Abranches. Total: 6 bairros.
· 2ª Região: Mossungue, Santa Felicidade, Seminário, Santa Quitéria, Vila Isabel, Bigorrilho. Total: 6 bairros.
· 3ª Região: Umbará, CIC, Fazendinha, Novo Mundo, Campo de Santana, Portão, Pinheirinho. Total: 7 bairros.
· 4ª Região: Sitio Cercado, Uberaba, Boqueirão, Xaxim, Hauer, Lindóia. Total: 6 bairros.

Tem por parâmetro o rendimento médio em salários mínimos do bairro a ser pesquisado. Dessa forma, o rendimento médio dos salários percebidos por bairro de Curitiba passa a ser considerado e, por extensão, a média geral da massa salarial da amostra selecionada.

Já quanto aos postos revendedores de combustíveis, a seleção é realizada com base em listagem prévia de 208 postos, fornecida pelo Sindicombustíveis - PR, sendo 31 postos selecionados, o que representa uma amostragem de 15%. Para os postos também são considerados os que não apresentam pendências junto aos órgãos de defesa do consumidor, tanto na esfera estadual quanto na federal.

A vantagem do consumidor é de conhecer os preços praticados em parcela representativa dos bairros de Curitiba e assim optar por aquele que lhe convier.


ANÁLISE DOS RESULTADOS


No dia 17 de abril de 2007, a Divisão de Estudos e Pesquisas do PROCON/PR realizou pesquisa do preço de venda à vista de combustível no varejo. Foram pesquisados 42 (quarenta e dois) postos de revenda de combustível em Curitiba, constatando-se os seguintes resultados:

- o menor preço encontrado no varejo para o álcool foi de R$ 1,559;

- o menor preço encontrado no varejo para a gasolina comum foi de R$ 2,299;

- o menor preço encontrado no varejo para a gasolina aditivada foi de R$ 2,350;

- o menor preço encontrado no varejo para o diesel foi de R$ 1,719;

- o maior preço encontrado no varejo para o álcool foi de R$ 1,799;

- o maior preço encontrado no varejo para a gasolina comum foi de R$ 2,499;

- o maior preço encontrado no varejo para a gasolina aditivada foi de R$ 2,599;

- o maior preço encontrado no varejo para o diesel foi de R$ 1,949;

- a variação encontrada entre o menor e maior preço praticado para o álcool foi de 15,39%, para a gasolina comum foi de 8,70%, para a gasolina aditivada foi de 10,60% e para o diesel foi de 13,38%.

Em relação à pesquisa realizada no dia 29 de março de 2007, constatou-se que:

- o menor preço encontrado para o álcool aumentou em 12,08% (de R$ 1,391 para R$ 1,559);

- o maior preço encontrado para álcool aumentou em 6,45% (de R$ 1,690 para R$ 1,799);

- o menor preço encontrado para a gasolina comum aumentou em 6,48% (de R$ 2,159 para R$ 2,299);

- o maior preço encontrado para a gasolina comum manteve-se em R$ 2,499;

- o menor preço encontrado para a gasolina aditivada aumentou em 4,03% (de R$ 2,259 para R$ 2,350);

- o maior preço encontrado para a gasolina aditivada aumentou em 4% (de R$ 2,499 para R$ 2,599);

- o menor preço encontrado para o diesel aumentou em 2,38% (de R$ 1,679 para R$ 1,719);

- o maior preço encontrado para o diesel manteve-se em R$ 1,949;

- o preço médio do álcool aumentou em 8,77% (de R$ 1,540 para R$ 1,675);

- o preço médio da gasolina comum aumentou em 3,71% (de R$ 2,293 para R$ 2,378);

- o preço médio da gasolina aditivada aumentou em 2,92% (de R$ 2,363 para R$ 2,432);

- o preço médio do diesel aumentou em 0,88% (de R$ 1,818 para R$ 1,834);

- 95,12% dos estabelecimentos aumentaram o preço de venda no varejo do álcool e 4,88% mantiveram o preço praticado;

- 2,44% dos estabelecimentos diminuíram o preço de venda no varejo da gasolina comum, 85,36% aumentaram o preço e 12,20% mantiveram o preço praticado;

- 12,50% dos estabelecimentos diminuíram o preço de venda no varejo da gasolina aditivada, 75% aumentaram o preço e 12,50% mantiveram o preço praticado;

- 12,12% dos estabelecimentos aumentaram o preço de venda no varejo do diesel e 87,88% mantiveram o preço praticado. 

Pesquisa de Preços
Recomendar esta página via e-mail: