Logomarca

  • Facebook
  • Twitter
  • RSS
  • Agora é Lei Aplicativo

Análise do Comportamento das Áreas

A posição das áreas em 2000, segundo o número de atendimentos, e a comparação das mesmas em relação ao comportamento que tiveram em 1.999, é a seguinte:

 

A área de SERVIÇOS manteve o primeiro lugar com 26.330 atendimentos com crescimento de 15%, em relação a 22.718 atendimentos de 1.999.

Em segundo lugar, com crescimento de 12%, ficou a área de PRODUTOS com 13.832 atendimentos. No ano anterior a área teve 12.386 atendimentos e ocupou o terceiro lugar.

A área de ASSUNTOS FINANCEIROS, com 10.261 atendimentos, teve uma redução de 34% em relação aos 15.599 atendimentos do ano anterior, passando do segundo para o terceiro lugar.

HABITAÇÃO permaneceu em quarto lugar, com 6.502 atendimentos,registrando uma queda de 19% em relação aos 8.034 atendimentos do ano anterior.

Manteve a posição do ano anterior, quinto lugar, fora da classificação das áreas, os atendimentos considerados EXTRA PROCON. Os consumidores são orientados a procurar outros órgãos ou entidades tendo em vista que não se trata de relação de consumo. Com 5.474 atendimentos, contra 6.590 do ano anterior, representando uma queda de 16%.

Em sexto lugar, como no ano anterior, a área de SAÚDE teve 3.727 atendimentos, contra 4.216 de 1.999, com uma redução de 11%.

CONSORCIO permaneceu em sétimo lugar, com 1.835 registros de atendimentos, contra 2.849 de 1.999. A queda nos atendimentos foi de 35%.

Os atendimentos classificados como OUTROS SERVIÇOS – informação e certidão cadastral, copia e vistas a processos, solicitação de dados estatísticos de fornecedor, etc. – teve 887 atendimentos, ocupando o oitavo lugar, à frente da área de alimentos.

A área de ALIMENTOS teve 730 registros. Comparando com 
595 atendimentos do ano anterior, a área teve um crescimento de 23%. Entretanto, a área ficou em nono e último lugar na classificação das áreas.
Recomendar esta página via e-mail: